O conjunto arquitetónico formado pelo antigo Paço Episcopal, Seminário e Capela começou a ser construído em inícios do século XVII, sob a égide do Bispo da Guarda D. Nuno de Noronha. Inserido no denominado estilo filipino, ou melhor, no chamado “Estilo Chão”, exibe fachadas de grande austeridade, despojadas de quaisquer elementos decorativos, à exceção da cornija, onde se inserem típicas gárgulas de canhão.

            Trata-se de um amplo conjunto arquitetónico, de planta em U: ao centro foi construída a Capela do Paço Episcopal, ladeada por dois pátios internos, com acesso quer ao corpo onde funcionou o Paço Episcopal (a Norte), quer ao corpo do Seminário, a Sul, onde atualmente funciona o Museu da Guarda.