Constituindo o monumento principal e mais visível pré-histórico do concelho, a anta de Pera do Moço remonta ao período de transição do IV para o III milénio a.C., época em que se construíam grandes monumentos funerários individuais. Consta de uma câmara definida por cinco esteios verticais que suportam uma laje de cobertura, sendo originalmente todo o conjunto ocultado por terras e pedras, formando uma espécie de colina simbólica ou votiva.